Logo Qualcomm

A Qualcomm Ventures, braço de investimentos da Qualcomm Incorporated, e o BNDES, anunciam o lançamento de um fundo de investimento em participações de R$ 160 milhões focado em startups que desenvolvam produtos e serviços para Internet das Coisas (ou Internet of Things — IoT). Com o objetivo de fomentar o desenvolvimento de IoT no Brasil, o fundo irá apoiar startups em estágio inicial (capital semente e financiamento de série A).

A Qualcomm e o BNDES planejam investir 50% do valor total esperado para o fundo, o equivalente a R$80 milhões. Outros investidores serão convidados a participar e ajudar na composição do valor integral. O fundo será administrado por um gestor profissional a ser selecionado pela Qualcomm e pelo BNDES através de um edital de seleção, disponível no site do BNDES. Os gestores de fundos de investimentos em participações poderão encaminhar suas propostas até o dia 07/02/2020.

“A criação deste fundo está em linha com a visão estratégica da Qualcomm de impulsionar o ecossistema de Internet das Coisas no Brasil. Queremos nos engajar com empresas líderes em diferentes verticais, de maneira a explorar o potencial do país como produtor de tecnologia”, explica Rafael Steinhauser, Vice-Presidente Sênior da Qualcomm Serviços de Telecomunicação Ltda. e Presidente da Qualcomm para a América Latina. “Além do aporte financeiro, contribuiremos também com nossa expertise em IoT, afinal estamos desenvolvendo tecnologias nesse campo há pelo menos uma década”, complementa o executivo.

“O lançamento do fundo vem em um bom momento de retomada do crescimento econômico e contribuirá para o desenvolvimento do ecossistema de startups e de IoT. Fundos como esse são instrumentos inovadores para fomentar o empreendedorismo no Brasil, principalmente em setores de maior risco, como o de tecnologia”, afirma Gustavo Montezano, Presidente do BNDES.

Logo BNDS


“O governo federal instituiu o Plano Nacional de Internet das Coisas em 2019 com vistas a aprimorar o ambiente regulatório, impulsionar novos negócios e melhorar a qualidade de vida das pessoas. Para que esses objetivos sejam alcançados e as empresas brasileiras sigam transformando o mercado global com tecnologias e modelos de negócios sofisticados, a disponibilidade de capital de risco é fundamental. BNDES e Qualcomm demonstram hoje o alinhamento das estratégias de governo, MCTIC, indústria e ecossistema ao darem início a esse fundo de investimento em participações voltado especificamente a IoT. Esperamos que esta iniciativa inspire outros agentes a investirem nas potencialidades da inovação aberta por meio de capital inteligente”, afirma Paulo Alvim, Secretário de Empreendedorismo e Inovação do SEMPI/MCTIC.

“O fundo se insere em um contexto de Corporate Venture Capital, no qual empresas são investidores relevantes dos fundos, uma tendência que tem muito a contribuir para o Mercado de Capitais e para a inovação no país,” explica Filipe Borsato, Chefe do Departamento de Gestão de Investimentos em Fundos do BNDES.

Alexandre Villela, Diretor Sênior da Qualcomm Technologies Inc. e Diretor-Executivo da Qualcomm Ventures para América Latina, explica que “a chamada Internet das Coisas é uma arquitetura tecnológica que permite que milhões de dispositivos se conectem à nuvem, sem intervenção humana, para fins de tomada de decisão. Em um momento onde as empresas buscam ganhos de produtividade para aumentar sua competitividade global, a internet das coisas surge como um dos pilares da transformação digital e da manufatura 4.0 nas empresas”.

A política de investimentos do fundo deve contemplar empresas com aplicações de hardware, software e análise de dados, voltadas para áreas estratégicas, tais quais: manufatura 4.0, smart cities, saúde, smart agro e IoT residencial. Além disso, o fundo está alinhado com o Plano Nacional de Internet das Coisas, política pública lançada em junho de 2019 com o objetivo de desenvolver o ecossistema de IoT no Brasil. Está alinhado, também, com a nova regulamentação da Lei de Informática que permite que empresas fabricantes de eletrônicos invistam recursos incentivados em Fundos de Venture Capital.

Participe das comunidades tecflow no FacebookLinkedInInstagram Twitter

https://www.tecflow.com.br/feed

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.